ES
PT(Br)
EN

Suíno certificado Frimesa

06/08/2015

A Frimesa se posiciona no mercado como uma empresa que produz “alimentos de valor para as pessoas”. Para atender sua missão de forma ética e responsável mantém do fomento à produção procedimentos que visam, principalmente, o bem-estar animal e a segurança alimentar. Os resultados desses fatores beneficiam diretamente os produtores associados, por meio da agregação de valor ao seu produto.

A estruturação dessa prática pode ser comprovada pelo programa Suíno Certificado Frimesa, implantado em 2012, que estabelece políticas, normas e processos. Os pilares do programa abrangem as questões sanitárias, de bem-estar animal, biossegurança, rastreabilidade, proteção ao meio ambiente e a segurança do trabalhador. A proposta é bastante arrojada: conseguir o controle de toda a cadeia, com a adoção de procedimentos operacionais para garantir a padronização do sistema de criação e a produção de alimentos seguros

“Todos os elos da cadeia ganham. O produtor, pela melhor conversão e redução da mortalidade; as cooperativas filiadas, pela melhoria dos índices e redução de custos; e a Frimesa, pois os procedimentos a habilitam para atender os mercados mais exigentes”, garante o diretor executivo da Frimesa Elias Zydek.

OS PILARES DO PROGRAMA SUÍNO CERTIFICADO FRIMESA

Segurança do alimento: Análise de Pontos Críticos de Controle e Biosseguridade. Esse item atende aos critérios e normas de prevenção de doenças nas granjas por meio da implementação das boas práticas agropecuárias, do uso responsável de medicamentos e do controle de resíduos. Pelas regras, a dosagem de qualquer medicamento é prescrita exclusivamente por um médico veterinário, e todo o processo é registrado e documentado;

Bem-estar animal: Estabelece critérios que atendem aos requisitos do bem-estar animal. Nesse ponto a Frimesa está comprometida com a produção de alimentos mais justos e sustentáveis, trabalhando para que todas as granjas integradas migrem para o alojamento coletivo de porcas reprodutoras na fase de gestação. Para garantir a efetividade desse comprometimento a empresa concluirá a transição até 2026.

Proteção ambiental: Boas práticas agropecuárias e atendimento aos requisitos legais;

Saúde ocupacional, segurança e bem-estar: Critérios para segurança e responsabilidade social;

Rastreabilidade: Traçar o histórico, a aplicação ou a localização de um item por meio de informações registradas. Esse requisito busca trazer para a empresa uma maior confiança do consumidor, pois é possível divulgar informações sobre a origem dos produtos e se proteger em casos de questionamentos quanto à qualidade.

Leia mais
Preço do suíno
20 de outubro à 26 de outubro de 2019
Projeto Bravíssimo
Frimesa coopera…
Líder
Frimesa é uma das…
Carregar mais notícias